Print Shortlink

Trabalhador morre ao cair de paredão rochoso na Serra do Belvedere, onde o DNIT faz intervenções

MURIAÉ – Um trabalhador morreu, na manhã desta quarta-feira (05), após cair de um paredão rochoso, a uma altura de cerca de 50 metros, na Serra do Belvedere, no trecho onde o DNIT faz intervenções desde dezembro de 2017, quando grande quantidade de pedras e terra deslizou para a pista da BR-116.

Bombeiros militares e socorristas do Samu encontraram a vítima em parada cardiorrespiratória e fizeram todos os esforços possíveis para reanimar o rapaz, que não resistiu.

A reportagem esteve no local do acidente e apurou que a vítima – Valdierio Sebastião da Silva, de 29 anos – trabalhava em uma empresa do ramo de construção civil, contratada para realizar procedimento de concretagem na área das intervenções.

O socorro foi prestado por militares do Corpo de Bombeiros e por duas equipes do Samu, incluindo uma Unidade de Suporte Avançado (USA), que conta com médico. Manobras e técnicas de reanimação foram aplicadas e aparelho desfibrilador utilizado, porém a vítima não resistiu e morreu no local.

De acordo com o comandante do Pelotão de Bombeiros de Muriaé, tenente Dornelas, o trabalhador desceu por uma altura total de aproximadamente 40 metros pelo paredão rochoso, com inclinação de cerca de 70º, antes de sofrer queda livre de cerca de 10 metros até atingir o solo.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) assumiu o registro da ocorrência, e após o trabalho da perícia da Polícia Civil (PC) o corpo do rapaz foi encaminhado por uma agência funerária ao Instituto Médico Legal (IML) de Muriaé.

A circunstâncias do acidente e eventuais responsabilidades serão apuradas.

Confira as imagens:









Por: Click Carangola | Com informações do CB e Rádio Muriaé.

Participe!