Print Shortlink

Menores tentam assaltar restaurante e são baleados por delegado

LEOPOLDINA – Dois adolescentes, de 14 e 17 anos, tentaram assaltar um restaurante no Centro da cidade de Leopoldina – a 146 km de Carangola – e foram baleados por um delegado da Polícia Civil (PC) que estava no estabelecimento e reagiu à ação dos menores.

O fato aconteceu no fim da noite desta quinta-feira (05) e os dois jovens, que usavam “toucas ninjas”, foram apreendidos, bem como um revólver, com quatro cartuchos intactos e dois deflagrados e uma motocicleta.

Em nota (íntegra ao final do texto), a PC informa que o delegado se identificou e revidou a tiros disparados em sua direção por um dos autores. O segundo menor baleado fugiu correndo, mas foi capturado em seguida. Ambos os adolescentes foram atingidos nas pernas e encaminhados à Casa de Caridade Leopoldinense, sob escolta policial.

Ainda segundo o comunicado da Polícia Civil, os dois jovens possuem diversas passagens policiais, incluindo ocorrências de homicídio, tráfico de drogas e roubo, e foram apreendidos em flagrante pelos atos infracionais análogos aos crimes de roubo e homicídio, ambos na modalidade “tentado”.

Veja a nota da PCMG

“Na noite do dia 05 de outubro, os adolescentes entraram em um restaurante da cidade, encapuzados, e portando um revólver, anunciaram um assalto ao proprietário do restaurante que estava no caixa, chegando a subtrair o cordão da vítima, causando-lhe lesões.

O Delegado de Polícia Marcio Rocha Vianna Dias estava no restaurante e, percebendo a ação criminosa, abordou o infrator que estava com revólver, identificando-se como policial e ordenando que ele largasse a arma.

O menor apontou o revólver para o Delegado e efetuou dois disparos contra o policial, que revidou atingindo o infrator nos membros inferiores. O outro infrator correu em direção ao Delegado e também foi alvejado nos membros inferiores. Em 2013, o irmão da vítima foi assassinado no mesmo local enquanto trabalhava no restaurante.

Os dois infratores – que já possuem diversas passagens policiais, incluindo homicídio, tráfico de drogas e roubo – foram apreendidos em flagrante e encaminhados à Casa de Caridade Leopoldinense, onde permanecem internados, sem risco de morte, escoltados por equipes da 3ª Delegacia Regional de Leopoldina.

O auto de apreensão em flagrante foi presidido pelo Delegado Regional de Leopoldina, Dr. Carlos Eduardo Santos Rodrigues. A arma utilizada pelos infratores também foi apreendida, bem como a motocicleta utilizada e as toucas que usavam para cobrir os rostos.

Dr. Marcio Rocha Vianna Dias é Delegado de Polícia Nível Especial, policial há 16 anos. Durante cindo anos foi integrante da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro”.

Confira as imagens:




Por: Click Carangola | Com informações da PC e Rádio Muriaé.

Participe!