Print Shortlink

Idosa é assassinada com tiros na cabeça; filho e nora da vítima foram baleados

FERVEDOURO – A tarde de sexta-feira (11) foi violenta na comunidade “Córrego Capanema”, zona rural de Fervedouro. Uma idosa foi assassinada e um casal baleado.

As vítimas são todas da mesma família. Os suspeitos dos crimes já foram identificados pela Polícia Militar (PM), mas até o momento não foram localizados.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), a vítima relatou aos policias militares que estava transitando em uma estrada de terra em sua moto em direção a comunidade “Córrego Capanema”, com sua esposa na garupa. Ao se aproximar do local conhecido como “Córrego Ribeirão do Jorge” parou na sua frente uma picape Saveiro, cor prata, com quatro ocupantes (todos identificados pela vítima) e começaram a atirar em sua direção.

Mesmo ferido a vítima disse que fugiu de moto em direção a sua residência, mas perdeu as forças e caiu na estrada. Uma testemunha socorreu o casal ferido e os levou para o Hospital Santa Bárbara, em Fervedouro.

O motociclista foi ferido com tiros na região cervical, dorsal e tórax, além de ferimentos no braço por causa da queda. A esposa do condutor foi atingida por um tiro no braço além de outros ferimentos. Após o atendimento inicial, os dois foram encaminhados para a Casa de Caridade de Carangola e o motociclista passou por intervenção cirúrgica.

No momento que os policiais estavam no hospital ouvindo as vítimas, eles foram informados que uma mulher havia sido assassinada na comunidade “Córrego Capanema”. Os militares foram até o local da denúncia e encontraram Zilda Rosa, de 64 anos, caída na estrada com marcas de tiro na cabeça e sem vida. A vítima era mãe do motociclista baleado.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e constatou que a vítima foi atingida por 2 tiros, calibre 12 no crânio. Segundo relato de testemunha aos policiais, um homem e seus dois filhos, teriam retirado a idosa de sua casa à força e executado a vítima no meio da estrada.

Os policiais foram até a residência dos suspeitos e, com autorização da moradora do imóvel, fizeram buscas pelo local, mas não conseguiram localizá-los. A mulher disse que o marido e os dois filhos tinham ido até a cidade de Carangola.

Ainda segundo BO, a Saveiro, supostamente utilizada na tentativa de homicídio, estava na garagem da casa. O perito da Polícia Civil fez uma avaliação inicial no veículo e identificou marcas parecidas com sangue na carroceria da picape.

O veículo foi recolhido e levado para um pátio credenciado pelo Detran/MG, em Carangola. Até o fechamento desta reportagem os suspeitos não tinham sido localizados.

Ainda de acordo com o registro policial, a motivação do crime seria vingança por outro homicídio ocorrido em janeiro deste ano em que um familiar dos suspeitos também foi executado.

Confira as imagens:


Por: Click Carangola | Com informações Paulo Roberto e Rádio Muriaé.

Participe!