Print Shortlink

Adolescente é assassinado a tiros em Carangola

Um adolescente de 17 anos foi morto a tiros, em Carangola, na madrugada deste sábado (16). O corpo de Adonias Freitas Tavares foi encontrado caído na laje de uma casa, no Bairro Chevrand, por policiais militares que foram acionados por uma tia do jovem.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, Adonias era conhecido por envolvimento com o tráfico de drogas, já havia sido apreendido por posse de arma de fogo e era suspeito de tentar matar uma pessoa a tiros.

A perícia da Polícia Civil analisou a cena do crime e constatou que o menor foi atingido por quatro disparos, dois no tórax, um no ombro esquerdo e outro no braço esquerdo.

Pelo menos três capsulas calibre 32 foram recolhidas, sendo duas no local onde o corpo estava e mais uma no terraço de uma casa vizinha, que, segundo a tia do jovem, era muito frequentada por ele, e onde moram dois homens que foram conduzidos para a delegacia de plantão de Muriaé, relacionados como suspeitos, pois segundo a PM, além de apresentarem versões conflitantes, há denúncias de que ambos teriam sido vistos na laje onde a vítima foi encontrada.

Ainda conforme o registro policial, um dos detidos alegou que estava em um dos quartos da casa quando ouviu barulho de pessoas subindo pelas escadas do imóvel, discutindo, com gritos e xingamentos. Ele disse que as pessoas, cujas identidades não foram reveladas, entraram no imóvel e, logo em seguida, escutou o som de vários tiros, dentro da residência e também no terraço.

Durante os levantamentos, segundo a PM, uma denúncia anônima foi feita, informando que Adonias teria sido executado por três adolescentes, a mando de um quarto elemento, por causa de dívidas ligadas ao tráfico de drogas.

Militares foram aos endereços dos menores citados, mas nenhum foi encontrado e o boletim traz a também a informação de que, tanto a vítima, quanto os três adolescentes apontados como autores estão em regime de “internação domiciliar”, conforme ofício assinado pelo juiz da comarca de Carangola, determinando que eles não podem permanecer fora de casa no período compreendido entre as 20h e as 6h.

Após os trabalhos periciais, o corpo do menor foi encaminhado para o IML de Muriaé e os dois conduzidos foram apresentados ao delegado de plantão. As investigações do caso estão a cargo da Polícia Civil de Carangola. Com informações da PM e Rádio Muriaé.

Confira as imagens:

Por: Click Carangola | Sugestões de pauta: clickcarangola@gmail.com

5 Responses

  1. Bianca Pires

    Que horror…

  2. Sol

    Eu também conheço o Adonias, meu primo querido, mesmo sabendo dos erros que ele infelizmente cometeu isso não diminui nosso amor por ele nem a nossa dor pela sua morte… Só peço a Deus que conforte o coração de toda nossa família, principalmente dos meus tios, meu primo e minha prima que estão sofrendo muito com tudo isso que aconteceu…

  3. Maycon Reis

    Eu conheço o Adonias…

  4. Thiago Oliveira

    Triste ver uma cidade como Carangola (MG), na rota do crime! Qual a solução? Simples, investimentos na educação e formação de pessoas, pois a escola do crime é rápida e de retorno rápido também.

  5. Thiago Oliveira

    Em minha opinião só haverá paz quando nosso governo pegar pesado com traficantes! Já se falou uma época de que deveria legalizar as drogas como maconha, cocaína, crack. Muitos falaram em absurdo, porém na Jamaica, Holanda, França existem legalização de drogas, com tributos. Quando você quer fumar vai à padaria, bares, lanchonetes e compra o cigarro. E por que não fazer o mesmo com drogas? Já está proibido vendas de bebidas alcoólicas a menores, porém qualquer adulto pode adquirir e repassar ao menor. Existe uma cadeia de ciclos que alimentam os vícios. O que isto tem a ver com a paz? É fácil, parte da violência está associado às drogas, o sujeito viciado perde a noção de valores, rouba e mata o suficiente para seu sustento, não se importa com nada, ele faz da vida dos outros semelhante à dele.

Participe!