Print Shortlink

Açougueiro de 61 anos mata a companheira com golpes de faca

MANHUMIRIM – Mais um caso de feminicídio foi registrado na região. O açougueiro Mário Lúcio Calazam, de 61 anos, foi preso após matar a facadas a companheira, Sônia Aparecida Paulino, de 49 anos.

O crime chocou os moradores da Rua Nicolau Bracks, no Bairro Santa Rita, em Manhumirim – cidade a cerca de 55 km de Carangola, na noite desta quinta-feira (18/04).

Vizinhos perceberam que o casal estava brigando. O relacionamento dos dois estava complicado, haviam iniciado a separação e, há pouco tempo, o açougueiro arrumou outra casa para morar, no mesmo bairro. Moradores acionaram a Polícia Militar (PM) quando viram o autor sair de casa numa bicicleta com as roupas sujas de sangue.

A equipe da PM encontrou Sônia Aparecida Paulino deitada no sofá com muito sangue espalhado pela sala. Não havia mais o que fazer. Ela morreu no local.

A perícia da Polícia Civil (PC) constatou que a mulher sofreu seis ferimentos por faca: duas no rosto e o restante nas mãos e braços. Debaixo do corpo foi encontrada a faca de açougueiro de aproximadamente 15 centímetros de lâmina.

Prisão

Por conta das brigas, o autor teria arrumado a nova casa para viver. A PM foi até o local e encontrou uma camisa suja de sangue e marcas pela casa, indicando que ele teria entrado, trocado de roupa e saído novamente.

Os policiais continuaram o rastreamento. Duas horas depois do crime, por volta de 23 horas, Mário Lúcio foi preso nas imediações da rodoviária de Manhumirim.

Aos policiais, o açougueiro alegou que morava junto com Sônia há mais de 15 anos e o relacionamento sempre foi marcado por brigas e discussões entre ambos.

Na versão dada por ele, os dois começaram a discutir novamente e a mulher tentou agredi-lo com uma faca. Mário disse que conseguiu pegar a faca e golpeou Sônia. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Por: Click Carangola | Com informações da PM e P. Caparaó.

Participe!