Print Shortlink

Irmãos acusados de matar fisioterapeuta são presos; corpo foi encontrado em ribanceira na BR-262

MARTINS SOARES – Os irmãos Edimar das Neves Rodrigues, de 27 anos, e Cleiton Martins Rodrigues, de 18 anos, foram presos pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), em Martins Soares, na noite desta quarta-feira (19/06).

Eles são acusados de matar a fisioterapeuta Jéssica de Assis Marques, de 23 anos, na noite de domingo (16), na zona rural de Ibatiba-ES.

Após receber denúncias anônimas de que os irmãos estariam na região de Pinheiros de Minas e na BR-262, a equipe da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) montou uma operação para cercar e prender os acusados. A ação mobilizou os militares de Martins Soares, Cabo Carlos e Cabo Tiago, de Durandé Cabo Magalhães e Soldado Miguel e de Manhumirim, Sargento Alanderson e Cabo Jader.

O veículo Fox, cor preta, denunciado foi localizado com os irmãos num posto de combustíveis no trevo de Martins Soares. Eles foram abordados e presos. A justiça de Ibatiba-ES já havia expedido o mandado de prisão.

Segundo o registro policial, os irmãos disseram que contrataram o motorista do Fox para levá-los ao Rio de Janeiro pelo valor de mil reais. Afirmaram que ele não tinha participação na fuga. Os dois foram presos e encaminhados à delegacia de polícia em Manhuaçu-MG.

Crime

A jovem Jéssica de Assis Marques era fisioterapeuta e trabalhava na APAE de Ibatiba. Ela desapareceu na noite de domingo (16), após ir ao Centro da cidade. Por volta das 22h, a família dela notou a demora e passou procurá-la. Sem respostas, o pai de Jéssica foi até a polícia e informou aos militares sobre o sumiço da filha.

Familiares e amigos acharam o corpo da fisioterapeuta caído numa ribanceira às 8h de segunda-feira (17), após iniciar buscas na rodovia que seria o trajeto da jovem até chegar a residência.

A família percebeu no corpo da jovem, perfurações de tiros nos braços e costas. Moradores da região contaram aos familiares que durante a noite, ouviram disparos e gritos.

A fisioterapeuta foi atingida por um tiro na axila, que perfurou o coração. Mesmo baleada, a jovem não cedeu à ordem dos criminosos e seguiu com a moto até perder os sentidos. Ela foi sepultada na última terça-feira (18), em um cemitério daquela região.

Três horas depois da família encontrar a moça sem vida, o delegado titular da delegacia de Ibatiba, Cláudio Rodrigues, já havia identificado os autores do crime. Os pais dos rapazes chegaram a prestar depoimento à polícia, porque favoreceram a fuga dos filhos.

Segundo a polícia, os dois são moradores de Mutum-MG e foram até a zona rural de Ibatiba-ES naquela noite com a intenção de cometer crimes no município.

A dupla pode ser indiciada por crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Por: Click Carangola | Com informações da PM e Aqui Notícias.

Participe!