Print Shortlink

Polícia Civil (PC) encerra inquérito sobre o desaparecimento de Leomir Ribas

MURIAÉ – Os delegados Alessandro da Matta e Tayrony Espindola realizaram na manhã desta quarta-feira (21), uma coletiva de imprensa, para falar sobre o “desaparecimento” do representante comercial, Leomir de Oliveira Ribas, de 34 anos, conhecido com “Léo Ribas”, desaparecido desde o dia 02 de agosto.

De acordo com os delegados, Leomir está em Fortaleza (CE) em plena saúde e desfrutando do local.

A polícia conseguiu descobrir seu paradeiro após a quebra do sigilo bancário e constatou que seu cartão de crédito foi usado em vários lugares da capital cearense como shoppings, casas noturnas, churrascarias e choperias.

Outra informação levantada pelos investigadores é que o muriaeense já está mantendo relações afetivas com uma mulher de Cataguases que está com ele no nordeste.

De acordo com o delegado responsável pela divisão de homicídios, Tayrony Espindola, as investigações se iniciaram no dia 05 de agosto quando a mãe de Leomir procurou a delegacia e registrou seu desaparecimento. “A principio não descartamos nenhuma hipótese. Quando há registro de desaparecimento, a maioria das vezes o fato está ligado a sequestro e a homicídio, o que felizmente não é o caso que envolve Leomir”, afirmou o delegado.

Em contato feito com a mulher que Leomir está se relacionando, ela disse que, à princípio, o muriaeense não quer contato com os familiares. Ainda segundo o delegado, assim que Leomir soube que a polícia estava tentando fazer contato, ele chegou a trocar o número do celular.

O delegado também enfatizou que desaparecimento voluntário não é crime. O inquérito foi concluído e será enviado para o fórum municipal.

Por: Click Carangola | Com informações da PC e Rádio Muriaé.

Participe!