Print Shortlink

Pedreiro morre ao cair de andaime de cerca de 10 metros de altura

MANHUAÇU – O pedreiro Antonio Cândido de Moura, de 53 anos, sofreu ferimentos graves ao cair de um andaime localizado a 10 metros de altura aproximadamente. Ele foi socorrido, não resistiu e morreu.

Ele realizava o emboço na parede externa de um prédio em construção na Rua Olintho Toledo, no Bairro Santa Luzia, quando o andaime cedeu e caindo juntamente com pedreiro.

“Chegando ao local constatamos ferimentos pelo corpo e um Traumatismo cranioencefálico (TCE) grave com uma forte hemorragia. De imediato iniciamos os primeiros atendimentos, imobilizamos a vítima e o encaminhamos à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manhuaçu, onde ficou sob os cuidados médicos”, disse o Sargento Eduardo Dias, da 2ª Companhia dos Bombeiros.

Ainda de acordo com o Sargento, observou-se a inexistência de Equipamentos de Proteção Individual, os chamados EPIs. “A maioria dos acidentes de trabalhos são na área de construção civil e que poderiam ter sido evitados com uso de EPIs. Esse caso infelizmente é um exemplo disso. O pedreiro estava num andaime a 10 metros de altura sem nenhum equipamento de segurança, nem capacete ele utilizava”, lamenta o Bombeiro Militar.

Constantemente o Corpo de Bombeiros passa orientações quanto à importância do uso dos EPIs e a maneira correta de utilizá-los. “Estamos à disposição da comunidade para orientar e até demonstrar como utilizar os EPIs, principalmente para trabalho em altura, que quando ocorre uma queda, pode ser fatal ou causar lesões graves”, finaliza.

Senhor Antônio ficou sob os cuidados médicos e seu estado era gravíssimo. Ele não resistiu e faleceu horas depois.

Por: Click Carangola | Com informações do CB e P. Caparaó.

Participe!