Print Shortlink

PM que atuou em Muriaé morre em acidente no Centro de Juiz de Fora

 

JUIZ DE FORA – Um policial militar morreu na noite desta quinta feira (04), no Centro de Juiz de Fora-MG após se envolver em um acidente com um ônibus, na Avenida Rio Branco, uma das mais movimentadas da cidade.

Jhonny Ferreira Ribeiro, de 33 anos, era cabo da Polícia Militar (PM) e estava em patrulhamento normal quando aconteceu o acidente.

O militar fazia a escolta do governador Romeu Zema (Novo) em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e morreu na noite desta quinta-feira (04), pouco depois de deixá-lo no hotel em que ficou hospedado. O cabo Jhony Ferreira Ribeiro, de 33 anos, dirigia uma moto de radiopatrulhamento da PM que bateu em um ônibus coletivo na Avenida Rio Branco.

Zema foi ao velório do militar nesta manhã.

Em nota, o governador Romeu Zema lamentou o falecimento do policial militar. “Romeu Zema presta condolências à família. O militar tinha 33 anos, deixa esposa e uma filha e era lotado na Polícia Militar de Juiz de Fora”, disse.

Zema cumpre agenda em Juiz de Fora nesta sexta-feira (05).

O militar trabalhou em Muriaé-MG no início de sua carreira quando ainda era soldado.

No mês de junho, ele retornou à Muriaé como um dos policiais do Grupamento Especializado de Recobrimento (GER) para dar suporte aos policiais da cidade nas operações.

Jhonny deixa uma filha e uma esposa que também é policial militar.

Após os trabalhos da perícia, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O velório está em andamento no Parque da Saudade, onde será sepultado nesta sexta-feira (05) às 15h.

Confira as imagens:

Jhonni é o primeiro da esquerda com a equipe de Muriaé em uma apreensão de arma feita na cidade.

Por: Click Carangola | Com informações da PM, Estado de Minas e Rádio Muriaé.

Participe!