Print Shortlink

Delegado foge sem prestar socorro e motociclista morre após acidente em Manhumirim

MANHUMIRIM – O conhecido comerciante de Manhumirim, Fernando José de Oliveira (Batata), do bar do Batata, faleceu no início da noite deste sábado (10).

Com 54 anos, ele foi socorrido depois de um grave acidente na Avenida Teófilo Tostes, na região central de Manhumirim. O condutor do carro envolvido é um delegado de Polícia Civil no Espírito Santo, que fugiu do local.

De acordo com o registro inicial da Polícia Militar, testemunhas contaram que um veículo VW Golf, cor Branca, placa OVF 9800 de São José do Calçado-ES, havia efetuado uma ultrapassagem proibida e bateu de frente com a moto, que vinha sentido contrário, conduzida por Batata.

O motociclista foi arremessado na pista e teve ferimentos graves na perna e no tórax e sofreu traumatismo craniano. Ele foi socorrido inconsciente para o Hospital Padre Júlio Maria, de Manhumirim. Posteriormente, encaminhado para Manhuaçu em estado grave. Ele não resistiu e faleceu.

Ainda segundo o relato, após o acidente, o motorista do carro – o delegado Adhemar Pereira Fully – fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

O Golf foi encontrado na MG-111, no início do contorno, cerca de dois quilômetros do local da colisão. Após a perícia, o carro foi apreendido.

O Delegado da PCES, Adhemar Pereira Fully, não foi localizado ainda.

De acordo com o Comandante da 29ª Cia PM de Manhumirim, Capitão Garcia, o delegado possui parentes em Manhumirim e eles foram orientados, caso ele aparecesse, para que se apresente na Delegacia de Polícia Civil.

Investigações

Em Manhuaçu, o Delegado Regional da Polícia Civil, Dr. Carlos Roberto, informou que: “em relação à triste e trágica ocorrência em Manhumirim, estão sendo tomadas todas as medidas necessárias para apuração rigorosa dos fatos”.

Em razão de o fato envolver um Delegado de Polícia do Estado do Espírito Santo foi realizado contato com o Chefe da PCES que determinou o acompanhamento da corregedoria daquele Estado.

Dr. Carlos Roberto manifestou sentimentos aos familiares da vítima e reforçou que “os fatos estão sendo rigorosamente apurados tanto no âmbito criminal neste Estado de Minas Gerais como no na esfera administrativo pela PCES”.

O delegado ainda informou que, no momento, a prioridade é realização de perícia e produções e preservação das provas necessárias como apreensão de imagens de câmeras de segurança.

Confira as imagens:





Por: Click Carangola | Com informações P. Caparaó.

Participe!